Viagem

Guia de Viagem : Pisa e San Gimignano / Itália

 

IMG_6906

Quando saímos de Nápoles fomos em direção a Florença, que seria nossa cidade sede para visitar alguns lugares diferentes da Toscana, dois lugares especificamente. Pisa e San Gimignano, e foi perfeito. Ficar em Florença nos garantiu uma hospedagem maravilhosa pelo AIRBNB, se quiser ler sobre ela clique no link abaixo:

AIRBNB – Florença / Itália

E permitiu que a gente visitasse duas cidades que a meu ver são ótimas para um bate e volta, sabem? Não senti a menor necessidade de mais tempo em nenhuma delas. Então, o post de hoje vou mostrar como fizemos para conhecer essas duas cidadezinhas lindas e charmosas em um bate e volta partindo de Florença.

 

SAN GIGMIGNANO

 

Para chegar até San Gimignano, pegamos um trem em Florença até a cidade de Poggibonsi, a 12 km da cidade murada, lá pega um ônibus que leva mais 25 minutos a San Gimignano. É um pouco confuso, pois a cidade intermediária é muito pequena e o pessoal não sabe falar outra língua a não ser o italiano, e a estação de trem é muito pequena. Para ajudar, explico que o ônibus sai da mesma estação de trem em que vc chegar, basta subir a escada e esperar na entrada da estação.

Quando chegar na estação de trem, compre a passagem que te dará direito a ir no ônibus, ok? Basta ir em qualquer lojinha da estação e comprar. Se o ônibus for demorar, você pode passear por essa cidade, não tem nada demais, mas é ótimo andar por ela e tomar um vinho enquanto aguarda o horário do ônibus.

Próxima parada, San Gimignano. Você vai descer do ônibus bem na frente da cidade amuralhada, basta andar reto e entrar no portão da cidade. Esse é o portão principal para quem chega de ônibus, memorize ele pois é onde você vai pegar o ônibus para voltar.

IMG_6766

A cidade é toda amuralhada, e é bem fácil se perder pelas ruas. Existem várias torres, altas que são a marca da cidade, e foram construídas pelas famílias que moravam na cidade. Quanto mais influente a família maior era a torre construída. O que deixa a cidade com um super visual.

IMG_6759

Existem alguns museus e igrejas para conhecer, como toda pequena cidade da Itália, mas dois pontos bem legais que achei são as duas feiras que acontecem na cidade.

IMG_6765

Ouro ponto bem legal é o museu do vinho, que fica bem no alto da cidade, com uma vista linda, e um lugarzinho bem românico para tirar umas fotos, comer alguma coisa e beber um vinho. Nesse dia, comemos em uma pizzaria qualquer pois não podíamos perder muito tempo já que iríamos para Pisa. Então, acabamos escolhendo mal e a resenha do lugar não vale a pena rsrsrs… Já comi pizzas melhores aqui. Engolimos, tomamos um sorvete, claro! E pegamos o ônibus para voltar a estação de trem e continuar nosso passeio até Pisa.

IMG_6747

 

PISA

 

Chegamos em Pisa, umas 15:00 mais ou menos. E ficamos até umas 19:00. Foi tempo suficiente, realmente não teria ficado mais. Ao descer da estação fomos andando até chegar na Piazza dei Miracoli, onde temos o cartão postal da cidade; A Torre de Pisa. Super recomendo fazer esse trajeto andando pois você conhecerá bastante a cidade.

IMG_6896

Passará pelas ruas mais movimentadas e cheias de loja, conhecerá alguns museus no caminho e  poderá ver lugares lindos e tirar fotos maravilhosas. Demoramos mais ou menos um hora caminhando até chegar a Torre, e foi perfeito pois pegamos ela no por do sol. Um espetáculo.

IMG_6897

Depois de andar bastante e sofrer para tirar aquela foto clássica rsrsrs:

IMG_6941

Pegamos o trem de volta para Florença. Se estiver na Piazza dei Miracoli, a estação de trem fica bem pertinho, e super dá para ir a pé até lá. Chegamos em Florença esgotados de tanto andar, passamos em um mercado próximo ao nosso apartamento e fizemos um belo macarrão para depois dormir feito pedras rsrsrs… Afinal, no outro dia iríamos bater muita perna por Florença! Dica: Descanse muito para encarar as filas dos museus em Florença, pois elas são enormes. Continue acompanhando o blog para não perder as próximas dicas dessa viagem.

Decoração

Invista em Cores : Alaranjado

Apesar de gostar cada vez mais um em ambiente mais neutro e com pouca cor, minha paixão por cores ainda é bem forte. Acho lindo mesmo quando a decor tem cores fortes e pontuais. Sei o quanto é difícil fazer isso pois qualquer deslize e a decoração acaba ficando um pouco carregada e cansativa, por isso se inspirar na hora de colocar cor na decoração é uma ótima dica. Quanto mais inspiração você ver mais fácil será acertar no tanto de cor e nas combinações perfeitas para o seu estilo.

Portanto, vamos perder um pouco o medo e ousar no alaranjado?

 

Orange-stool-or-coffee-tableOrange-coffee-tableOrange-club-chairsOrange-leather-sofaOrange-pendant-lamps-over-the-kitchen-islandOrange-window-treatmentsOrange-wood-accentsFramed-orange-wall-artOversized-orange-wall-artGeometric-wallpaper-in-orange-for-living-roomOrange-open-space-designWall-patterns-with-bold-furniture-orange-and-blue

 

Viagem

Roteiro de 01 dia a pé em Roma-Itália

IMG_6455

Chegou o momento de compartilhar com vocês um pouco do meu roteiro de viagem pela Itália em 2016. Ah gente, faz tanto pouco tempo mas já quero voltar… Enfim, foi uma viagem bem corrida e com muitas cidades no roteiro como você irão perceber ao longo dos posts mas valeu muito a pena e no fim eu amei mesmo visitar tantas cidades na mesma viagem. Minha primeira parada na Itália foi em Roma.

Fiquei hospedada pelo AIRBNB, para ver detalhes do apartamento, CLIQUE AQUI.  Meu hotel ficava localizado perto da Estação Termini, o que fica um pouco longe do centro histórico, mas como a estação era pertinho foi tranquilo pra mim. Vamos começar o Roteiro? Fiquei apenas um dia em Roma antes de ir para Nápoles, eis o que eu fiz nesse belo dia:

 1 – Basílica de São Pedro

Pegamos o metrô e descemos na estação Ottaviano, andamos um pouco e já estávamos na lateral da Basílica, que é uma basílica no Estado do Vaticano. Trata-se do maior e mais importante edifício religioso do catolicismo e um dos locais cristãos mais visitados do mundo.

 

 

Ficamos algumas horas olhando os detalhes da praça que fica em frente à Basílica, com suas fontes e colunas cheias de detalhes. Não conseguimos entrar na Basílica pois estava acontecendo uma missa comemorativa a canonização da Madre Teresa. Mas imagino que deve ser realmente muito lindo o interior. Depois seguimos pela Via Della Conciliazione até chegar ao nosso próximo destino.

IMG_6250

Essa é a vista da Via Della Conciliazione. Muito belo!

2 – Castelo Sant`Angelo

Seguindo reto pela Via você vai logo avistar o Castelo Sant`Angelo, também conhecido como Mausoléu de Adriano, ele fica na margem direita do rio Tibre. Atualmente o Castelo é um museu e você pode entrar para visitar. Na visita você consegue percorrer os sete níveis do Castelo, e no último consegue ter uma vista muito bonita do Vaticano e do Rio Tibre. Vale a Pena!

castelo-de-santo-angelo-vista-bandeira

IMG_6238

Depois de Visitar o Castelo, basta cruzar a Ponte Sant`Angelo, que é a ponte que cruza o Rio Tibre e é belíssima e cheia de estátuas lindas. Atravessando a ponte chegaremos no próximo ponto do nosso roteiro.

IMG_6230

3-  Piazza Navona

 

Atravessando a ponte aproveite para se perder um pouco pelas ruas estreitas e maravilhosas, você sempre vai acabar encontrando algo interessante. E com a ajuda de um mapa e das placas que existem pelas ruas, ache seu caminho até a PIAZZA NAVONA. Não vai ser tão difícil quanto parece. 

IMG_6295

A Piazza Navona é uma das praças mais famosas de Roma, ela tem um formato alongado e possui diversas fontes belíssimas, ao redor da praça existem vários restaurantes e cafés, onde é possível sentar e deixar o tempo passar observando o movimento da praça, que é bem intenso. Nela está localizada a embaixada brasileira, e acontecem muitos eventos culturais por lá. 

Depois de passarmos um tempo admirando a paisagem, nos perdemos novamente pelas ruazinhas até chegar ao Panteão. Novamente não é muito difícil pois existem placas na rua e com um mapa na mão é muito fácil localizar. E é bem perto. 

5 – Panteão

 

Pantheon1_RobertaDragan_wikipedia

 

Panteão é um edifício em Roma, Itália, encomendado por Marco Vipsânio Agripa durante o reinado do imperador Augusto. É uma das mais bem preservadas estruturas romanas antigas e permaneceu em uso por toda a sua história. Localizado na Piazza della Rotonda, o Panteão tem sido utilizado como uma igreja. É um edifício lindo e as colunas da entrada são de maravilhosas.

Sentamos na escadaria da fonte em frente ao Panteão para admirá-lo enquanto tomávamos um gelato. é claro! O calor já era enorme. E estávamos nos preparando para o nosso próximo ponto do roteiro, que fica um pouco mais longe e ia necessitar de uma caminhada boa. Explico que gosto muito de caminhar nas minhas viagens. Dá para ir fazendo esse roteiro de carro ou taxi, mas eu acho muito gostoso andar pelas ruas das cidades que visito. Você sempre descobre coisas novas!

 

6 – Fontana de Trevi

 

Ela é um dos mais badalados cartões postais da cidade de Roma. Não é a toa que tirar uma foto nela sem uma multidão atrás de você é tarefa difícil, mas vale a pena! A Fontana di Trevi é a maior (cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura) e mais ambiciosa construção de fontes barrocas da Itália.

IMG_6361

 

Se você chegar até ela não se esqueça de jogar a famosa moedinha na fonte para garantir o seu retorno à cidade. Rsrsrsrs… Por via das dúvidas, eu fiz minha parte! Uma boa dica é visitar a Fonte durante a noite, dizem que a iluminação é bela e fica bem mais vazio.

IMG_6386

CURIOSIDADE: Do lado direito da Fonte tem uma fonte de água potável, que dizem que todos os apaixonados devem beber a fim de garantir fidelidade. Rsrs… Claro que garante logo minha garrafa!!! Hahahahaha… Brincadeiras e superstições  à parte, é um ótimo lugar para encher sua garrafa de água,  uma ótima pedida considerando o preço alto que cobram pela água. Em quase todos os pontos turísticos você vai encontrar um ponto desses.

Depois de matar a sede, seguimos novamente a pé para o próximo destino, que fica um pouco longe não vou mentir, cheguei bastante cansada, mas como disse gosto bastante de andar. Se não é o seu caso, sugiro ir de taxi até lá.

 

7 – Piazza di Spagna

 

Piazza di Spagna, conhecida até o século XVII como Piazza di Francia, com sua famosa escadaria até a igreja Trinità dei Monti, é uma das praças mais famosas de Roma. A escadaria fica bem no centro da praça e o lugar como um todo é muito bonito. Ao redor dessa praça estão as lojas de marcas caras e sofisticadas, por isso não espere ver pessoas sentadas na praça comendo e bebendo. Não pode!

É proibido acreditam? Rsrsrs…

piazza_di_spagna_-_roma

 

Chegamos nesse ponto mortos de cansaço, tiramos fotos admiramos a praça e fomos almoçar. Até que enfim! Hahahaha… Nesse ponto, eu peguei uma dica na internet de um lugar muito legal para almoçar o Pastifício Guerra, falarei mais sobre ele em um post específico, mas serve massas caseiras e tradicionais a preço incrível para a média de Roma, e depois ainda comemos o melhor tiramisu da vida na Pompi, uma confeitaria próxima a praça. Com a barriga cheia não era mais possível andar tanto rsrsrs… Então pegamos o metrô que fica ao lado da Praça em direção ao nosso ponto final do roteiro.

 

8 – Coliseu

Chegamos ao Coliseu bem cansados de tanto andar, mas não tem jeito, quando você sai do metrô e dá de cara com ele, todo magnífico e enorme bem na sua frente, as energias são automaticamente recuperadas. Saindo da estação, você estará em frente ao Coliseu. A fila para comprar o ingresso de entrada costuma ser grande, mas no dia em que eu fui estava tranquila.

A visita guiada deve ser maravilhosa pois a muitos detalhes que acabam passando despercebidos, eu fui me guiando pelo guia impresso que eu tinha e foi bem legal. Entrar lá sem um guia impresso ou sem um guia normal eu acho que pode ser bem pouco proveitoso. São muitos detalhes.

IMG_6423

 

O mesmo ingresso que você utiliza para entrar no Coliseu também serve para visitar o Monte Paltino, que é uma das sete colinas de Roma. Nas suas encostas foram construídos, de um lado, o Fórum Romano, e do outro, o Circo Máximo. O local é hoje um grande museu ao ar livre. Prepare-se para andar um pouco mais, e se deslumbrar com a vista das ruínas do antigo império romano. Aqui também acho importante um guia, pois o lugar é imenso e identificar as coisas pode ser um pouco difícil.

Depois de terminarmos a visita, que confesso, ficou um pouco prejudicada pelo cansaço das pernas, rsrsrs… Pegamos o metrô de volta para nosso apartamento do Airbnb para finalmente descansar um pouco antes do Jantar. Já viu o lugar em que nos hospedamos? Vou deixar o link abaixo:

Apartamento em Roma- AIRBNB

Continue seguindo o blog pois no próximo post teremos mais dicas dessa viagem.

Decoração

10 dicas para organizar a lavanderia

Lavanderias em apartamentos costumam ter pouco espaço disponível, assim é muito importante que aproveitemos ao máximo, organizando tudo direitinho. No meu apartamento tento seguir essas dicas abaixo, e tem me ajudado a fazer da lavanderia um espaço funcional mas ao mesmo tempo bonito e organizado.

1 – INVISTA EM ARMÁRIOS VERTICAIS E NICHOS

Utilizar armários que ocupem até o teto da lavanderia, ou colocar bastante nichos e prateleiras é uma dica muito boa para ajudar a guardar bastante coisa dentro deles. Com isso, o visual da lavanderia fica mais clean e organizado, já que tudo fica no seu devido lugar. Aproveitar o espaço vertical é ótimo para liberar o espaço do chão, onde tudo fica melhor se temos mais espaço e menos itens espalhados.

dicas_organizar_01

2 – ORGANIZE OS ITENS PEQUENOS EM CESTOS

Colocar itens pequenos organizados em cestos plásticos ajuda a não criar tanta bagunça. Além disso, utilizar cestos da mesma cor e tipo, acaba criando um ar de organização bem interessante.

dicas_organizar_02

03 – COLOQUE UM CABIDEIRO PARA ESTENDER CAMISAS NO CABIDE

Isso ajuda muito na hora de passar as camisas. Pois elas secam retas no cabide e criam bem menos vincos. Facilita bastante a vida!

dicas_organizar_03

04 – ORGANIZE OS PRODUTOS DE LIMPEZA POR AMBIENTE

Ao guardar os produtos de limpeza nos armários, separe-os em cestas dividindo por ambiente. Tipo: Cozinha, Banheiro, Piso e etc. Facilita bastante na hora de fazer faxina em cada cômodo.

dicas_organizar_05

05 – CESTOS PARA ROUPAS SUJAS

Deixe cestos na lavanderia para separar as roupas sujas. Isso ajuda na hora de lavar a roupa pois elas já ficam divididas entre roupas brancas, coloridas e delicadas por exemplo. Se tiver pouco espaço, dois cestos são suficientes. Uma para as coloridas e outro para as brancas e pretas.

07 – INVISTA EM CARRINHOS

Os carrinhos são ótimos para ajudar a guardar as coisas sem ocupar definitivamente um espaço físico. O que ajuda muito na hora de aproveitar o espaço. Se a lavanderia é pequena basta empurrar eles para um lado para conseguir abrir o varal, por exemplo. Esse tipo de móvel é muito versátil para organizar espaços pequenos.

f1c05d741615d3200428d7f3da42970d

E ae possuem mais alguma dica?

Viagem

CONHECENDO UM NOVO PAÍS DE GRAÇA – ISTAMBUL COM A TURKISH AIRLINES.

IMG_6003

 

Quando organizei minha viagem para a Itália, a primeira coisa que comprei foram as passagens, pois estavam em promoção. Então acabei não escolhendo a companhia, fui pela Turkish Airlines pois a passagem estava com um preço ótimo. Mas quando fui escolher o voo, acabei utilizando uma dica que sempre tento utilizar nos meus voos que possuem escala internacional, que é: Passar o maior tempo possível no país da escala. E você deve se perguntar porque, certo?

IMG_6113

Bom gente, quando a escala é muito longa, tipo longa mesmo, 12 hora ou mais. É perfeito para sair do aeroporto e conhecer o novo país sem pagar nada a mais por isso! Foi com essa dica que eu conheci o Panamá quando fui para a Colômbia.  Quando fui escolher meus voos para a Itália então, vi que a TURKISH vazia escalas enormes em Istambul na Turquia, e não pensei duas vezes. Peguei a maior escala possível, que era de 23 horas, e fui feliz conhecer um novo país.

IMG_6073

Minha idéia inicial era chegar em Istambul a noite, dormir em um hotel simples, acordar cedinho e bater perna pela cidade até a hora do meu voo, que seria no outro dia a noite também. Mas foi então que descobri uma coisa fantástica que tornou essa idéia inicial mais incrível ainda. A TURKISH oferece de brinde para quem faz escala em Istambul um CITY TOUR pela cidade. Perfeito! Nem com o city tour eu iria gastar.

IMG_6105

No site da companhia aérea tem todos os detalhes e regras para saber se você tem direito ao city tour grátis, e se tiver minha dica é APROVEITE!! Vale muito a pena. O trajeto foi:

1 – Saímos do Aeroporto por volta de 08:00 da manhã, minha dica é estar lá com muita antecedência pois é um pouco caótico achar o lugar e saber as informações, e eles são pontuais até demais. Muita gente perdeu o city tour porque chegou tipo um minuto depois, literalmente.

2 – Paramos em um ponto especifico, onde deixamos as malas de mão no ônibus e tomamos café da manhã. Detalhe: O café da manhã é por conta da companhia! Tudo bem que não é lá um café da manhã maravilhoso, até porque eu logo aprendi que os turcos tomam um café da manhã bem esquisito para os nossos padrões, tipo: Azeitona temperada  E PEPINO!!! 😮

IMG_6004

3 – Saímos pela parte central da cidade e andamos a manhã inteira visitando vários lugares, o guia falava em inglês e tínhamos um fone para ouví-lo quando quisessemos. Nada de gritaria!! Adorei isso.

IMG_6012

4 – O tour acabou com um almoço bem honesto também por conta da companhia. Pensa que amor!! Depois um ônibus nos levou até o aeroporto e embarcamos em direção a Roma. Não poderia querer mais nada.

IMG_6019

Por isso , fiquei morrendo de amores pela TURKISH nessa viagem, além do fato de que os aviões são mega confortáveis. Quase não senti a viagem e fui de econômica, ok? A programação de filmes é ótima, e o tempo inteiro a tripulação oferece bebidas e comida. Além do Jantar e do Café que servem nas poltronas, a qualquer momento você pode ir ao fundo da aeronave beliscar algumas coisas que eles deixam lá. Perfeito!!

Aprovei não só a companhia em si, mas também esse city tour, que com certeza faria novamente. E continuo indicando a dica de escalaS enormes em países diferentes para conhecer o máximo possível de lugares em uma só viagem. Se você for animado, vale muito a pena, conhecer dois países diferentes pelo preço de um! 🙂